Dizem por aí que tempo é dinheiro...

Hoje estaremos somente refletindo sobre algumas questões que cedo ou tarde um artesão precisa pensar.
Como colocar preço no tempo que será destinado a produção artesanal?
Para iniciar alguns questionamentos tenho que dizer que um artesão não é diferente de um profissional que optou por outro ramo de atividade. Faz parte do caminho de qualquer profissional que queira entrar e principalmente permanecer no mercado, estudar, atualizar conheicimentos, desenvolver novas técnicas, criar contatos sólidos, etc. Imagine um estudante que começa a fazer estágio na sua área de estudo. Concorda que o valor pago por hora para este estagiário será bem diferente do valor pago por hora de um profissional experiente?
Trabalhando com artesanato percebi que existem algumas similaridades e a diferença é que no caso do estagiário e do profissional o valor pago por hora é ditado pelo superior responsável e pelo mercado. Existe toda uma burocracia em torno disso e é muito mais claro do que no dia a dia de um artesão. Por exemplo, existe piso salarial, férias, décimo terceiro e por maior diferença que uma empresa tenha em relação a outra, existe pelo menos um padrão mínimo estabelecido para pagamento. Quando falamos de artesanato temos que ficar atentos pois esta análise fica por nossa conta, ou seja, temos que ter uma opinião super apurada do nosso trabalho, caso contrário podemos analisar de forma incorreta ter consequencias negativas com isso.
Outro fator que interfere de forma direta no custo é a famosa lei de oferta e demanda, ou seja, quanto mais pessoas oferecerem o mesmo serviço que você, menor será o valor do serviço e quanto menos pessoas oferecerem o mesmo serviço que você, maior será o valor pago pelo serviço. Essa coisa de oferta e demanda acontece de forma natural e sentimos isso fazendo uma rápida pesquisa de produtos no google :). Pode haver diferença? sim, quando falamos de produtos sazonais como é o caso do chocolate na páscoa e outros mas não vamos estudar isso aqui kkkk. Já temos informações suficientes para nos preocuparmos.
Seria fácil se pudéssemos definir um valor ideal para ganhar no final do mês e dividir esse valor por dias e horas. Chegaríamos em um número mas temos que lembrar que no começo você não terá todas as horas disponíveis preenchidas e o valor que irá ganhar seguindo este critério será infinitamente menor do que o planejado. Pensando nisso tudo irei fazer o cálculo com vocês sim mas ressalto que não se trata somente de uma conta mas de vários questionamentos.
Usando como exemplo a página estudada anteriormente vou criar uma linha do tempo bem básica.

Após aprovação do cliente eu faço:
20 minutos montar as fotos (caso o cliente não envie);
1 hora entre levar para revelação e buscar a foto impressa;
3 horas no máximo para execução do projeto;
30 minutos para acertar entrega e pagamentos: (consultar conta corrente, enviar para correio e outros);

Temos quase 5 horas e podemos dizer para simplificar que precisamos de uma manhã para realizar aquele projeto. Vamos supor que seu dia custe R$ 30,00, logo para fazer um projeto que demora cerca de meio período, seu custo em relação ao tempo será de R$ 15,00 (falei que chegávamos em um número?) kkkk. Chegamos em um valor médio mas preciso que vocês façam todos os questionamentos acima para chegar em um número que seja razoável pra vocês.

Agora que já temos o custo dos materiais + custo relacionado ao tempo, estarei explicando nas próximas postagens como encaro a história de investimento. Para ver todas as postagens relacionadas a este assunto clique aqui! Espero que gostem! Beijos da Carol

4 comentários:

Luzia Ishara disse...

Tem selinho no meu blog para vc, monstra querida!
bjs

Nathália Amorim disse...

Obrigada mais uma vezes pelos esclarecimentos Carol!

Marília Lopes disse...

Huuum...ta cada vez mais interessante!!!!
Beijooooo

Adliz Jamile disse...

Carol, vc arrasa nestes artigos!!! Super úteis e profissionais!!! Adoro, agora preciso de tempo para ler todos com atenção!!!

Beijocas, Adliz!