Falando sobre investimento...

Hoje estou vindo para falar um pouco mais sobre arte como fonte de renda. Estava olhando os arquivos e esta é sexta postagem, a coisa tá rendendo assunto hehehe. Se você não leu as postagens anteriores clique aqui para acompanhar! Hoje vamos falar sobre um assunto que costuma dar bastante confusão na hora de calcular orçamentos. Nós já falamos sobre os custos de materiais e sobre o tempo dedicado para fazer determinada arte mas não podemos esquecer do fator Investimento para chegarmos aos valores mais próximos da realidade.
Entendo como investimento toda a massa de bens e materiais duráveis. Na prática, quando resolvemos  trabalhar com artesanato o investimento se torna algo inevitável porque querendo ou não, no caso do scrapbooking por exemplo, vamos precisar de uma base de corte, alguns furadores, ferramenta de aplicação de ilhós e outras coisinhas que vão surgindo no caminho. No meu caso, ainda disponibilizei na época que comecei: mesa, cadeira, prateleiras, computador, impressora, telefone e outros para começar a funcionar e isso tudo custa dinheiro. Esse dinheiro chamamos de investimento e deve ser colocado na parcela de funcionamento do seu negócio por dois motivos: o investimento inicial deve ser recuperado ao longo do tempo e em contrapartida, ao longo do tempo vão surgindo novas necessidades. Percebe o vespeiro que estamos falando? hehehe
Lembram daquela listinha de investimento que separei nesta postagem? (cópia abaixo)

Investimento
Cola R$ 6,00;
Fita dupla face R$ 8,00;
Furador em forma de coração R$ 19,90;
Caneta branca para os pontilhados R$ 5,00;
Caneta preta para desenhar detalhes R$ 5,00;
Tinta dimensional R$ 4,00;
Carimbo em forma de chave R$ 12,00;
Furador em forma de scalloped R$ 79,90;
Furador de borda artesanal R$ 89,90;
Guilhotina R$ 90,00.

---------------- R$ 319,70

Observando bem, você vai notar que coloco na conta os bens duráveis como furadores, carimbos e outros e na mesma lista coloco materiais com durabilidade limitada mas com difícil estimativa de tempo de uso como a cola, a fita dupla-face e outros. Os ítens que são difíceis de prever o tempo de uso eu chamo de ìtens/produtos de reposição. Tanto os investimentos de bens duráveis quanto os produtos de reposição entram nos custos quando vamos fazer um orçamento, porém de forma fracionada e proporcional. Em geral quanto maior o investimento, maior o lucro mas caso você não faça idéia do que está fazendo, quanto maior o investimento, maior o tombo. Por isso que digo que é necessário refletir sobre todos esses conceitos chatos que andei escrevendo. Seria mais simples se eu tivesse contado logo no início que existe uma regrinha no mercado onde calculamos o custo de materiais e multiplicamos por 3 para saber o valor que será cobrado em cada orçamento mas achei que seria necessário passar esses conceitos para que pudessem pensar e questionar o seu caminho, assim sua capacidade de analisar o mercado ficará mais completa, a percepção sobre como seu negócio está andando ficará mais aguçada e ficará mais atenta a outras situações que acontecem no dia a dia do artesão. Quero que vocês sintam-se preparadas caso queiram trabalhar com arte como uma fonte de renda e que tenham sucesso naquilo que escolherem. Como havia falado apesar de ter visto alguns conceitos na faculdade, a maior parte de tudo que escrevi aqui parte da minha vivência e não é uma regra mas a maneira prática do que já passei.
Para finalizar vou terminar a conta do orçamento da página com todos os dados que tenho: Investimento = Eu somo os os custos de materiais e tempo, conforme exemplo da página R$ 11,97 + R$ 15,00 e divido por 2, o valor será de R$ 13.48.

Logo para fazer a página eu vou precisar cobrar no mínimo:
   R$ 11,97 - Materiais
   R$ 15,00 - Tempo
+ R$ 13,48 - Investimento
= R$ 40,45 total a ser cobrado.

Eu costumo receber o valor do tempo como o meu pagamento, o investimento eu abro um caixa e ali vou depositando tudo que entra como investimento. A maneira como uso este caixa vai depender do meu fluxo. Espero que tenham gostado!

OBS: Os valores colocados aqui são baseados no mínimo para alguém que está começando, para chegar aos seus valores de tempo e Investimento você pode usar como base os cálculos que foram feitos ok? bjus da Carol

7 comentários:

NANA R NASSAR disse...

oie querida....eu ainda acho que vc cobrou barato por seu tempo...pois vc tem que incluir sua imaginação... sua vista...uma vez que esta forçando... seu esmalte...kkk...bjocas

Sorelinha Arte em Papel disse...

Oi Nana, esses valores que coloco são baseados no mínimo para quem está começando, não são os valores que estou praticando para encomendas até pq não estou trabalhando com encomendas or falta de tempo. A idéia é passar o conceito e cada um chega o seu valor... os posts são uma base somente... qq dúvida tô por aki! bjus da Carol

LucianaW disse...

Carol, que tudo este post!!! É muito interessante, pois eu tenho visto pessoas de outros ramos, mudando de ofício e abraçando o scrap de vez, é bom saber que a campo a todos e que não é impossível e nem inviável, apenas temos que observar o mercado e estudar a viabilização.
Eu mesma aos poucos quero migrar para a área de vez, mas com calma e cautela e suas dicas foram super importantes.
Obrigada por dividir.
Bjokas e bom feriado!!

Agenda da Karlota disse...

Querida Carol, Você realmente é uma pessoa generosíssima, e acompanhando esta aulinha administrativa, pude aprender muito.
Realmente é um mundo cheio de dúvidas, porque é bem complexo. Mas valeu, você conseguiu explicar tudo super bem, seus posts foram a Luz para muitas pessoas, inclusive Euzinha... Não sei se vou seguir este caminho, mas com certeza, já tenho posso me basear numa 'realidade' muito bem explicadinha... Você é D+, parabéns!!! Obrigada pela aula e vamos ver no que dará... mais Bjins com Carin...
Karla Fonseca

Dani Toscano disse...

Carol,
Como eu ainda não tinha visto esses posts antes?
Muito úteis e generosos. Vc tá sendo uma fofa compartilhando conosco o conhecimento que vc tem adquirido durante a sua jornada.
Parabéns e muitíssimo obrigada.
Bjokas,
Dani Toscano

Merian Candioli disse...

Nao sei se ja te agradeci por essas aulas de economia, mas muuuuito obrigada mesmo. Você é muito especial por dividir teus conhecimentos e experiencias. Tem m ajudado muito, e estou tentando adapatar para a realidade de minha regiao.

Bjin, Meri

Patrícia Medeiros disse...

Amei a dica. Sempre me perco na hora de cobrar, pra mim é sempre ago complicado demais...rsrsrsr
Muito obrigada por compartilhar essas informações.

BJ!